Sobre censura e política

08jul08

A eleição para a prefeitura de Porto Alegre desse ano será a melhor dos últimos tempos. Não pela ‘qualidade’ dos candidatos, mas pelos debates que virão. Perdi, perdemos (???) o debate de ontem porque fomos debater com Guinness, Pilsen e Norteña.
As repercussões do dia seguinte foram mais interessantes, ou seja, aaacho que não perdemos nada, minha gente. Conversa aqui outra lá e os pontos mais engraçado (ou relevantes) sempre são conversa de bar/elevador/ônibus e msn/Gtalk do dia seguinte.

Gosto de política, mas postar aqui sobre política não me atrai mais. Então, confere aqui que é beeem melhor.

Ah! 2.431 – Eliane Fronza – Porto Alegre – RS

esse é o número da minha assinatura na petição online organizada por Sergio Amadeu, André Lemos, João Carlos Caribé e Henrique Antoun (entre outros). Em menos de duas horas, 300 pessoas a mais assinaram, elevando para 2.717 (número que cresce cada vez mais). O motivo: Pelo veto ao projeto de cibercrimes – Em defesa da liberdade e do progresso do conhecimento na Internet Brasileira

Para saber mais: aqui, aqui, aqui e aqui.

Um trecho, especialmente para pessoas como Amanda e eu (e outras do grupo de amigos):

Se uma gravadora, por exemplo, rastreia que um usuário ligado ao Speedy em São Paulo ou ao Vírtua em Maceió está usando a rede Bit Torrent, de troca de arquivos, ela pode ir à Justiça pedir a identidade do sujeito. Telefónica (do Speedy) ou Net (do Vírtua) são obrigados a dizer quem foi. Não importa que, muitas vezes, os arquivos trocados sejam legais. O fato é que todo provedor de acesso se verá obrigado a manter por três anos uma listagem de quem fez o quê e que lugares visitou na web. É como se os Correios mantivessem uma lista de todos os usuários de seu serviço e que indicasse com quem cada um se correspondeu neste período de anos. É coisa de Estado policial e uma franca violação da liberdade.

É sério.

Anúncios


10 Responses to “Sobre censura e política”

  1. 1 Carlos.

    É, também acredito que a cervejada deveras não deixou a desejar pra debate nenhum. As a matter of fact, eu acho que reunir amigos pra coçar o dedão do pé deve ser mais instrutivo que assistir a um debate ultimamente, mas enfim. 😛

    E quanto ao Projeto de cibercrimes..
    “E então eles chegaram e disseram: Ivazão de prvassdade, como fas?”

    Seriously, se isso vingar eu me mudo pra Burkina Faso.

  2. 2 Amanda S.

    Só queria entender (eu sou ingênua, néam) quem se beneficia com isso. Porque a Justiça é que não é, tem que ter algum interesse nobre (oi, tirar grana de quem?) pra esse projeto…
    Isso aqui vai pro buraco mesmo.
    Não teu blog, o Brasil 😛

    =*

  3. 3 Amanda S.

    Só queria entender (eu sou ingênua, néam) quem se beneficia com isso. Porque a Justiça é que não é, tem que ter algum interesse nobre (oi, tirar grana de quem?) pra esse projeto…
    Isso aqui vai pro buraco mesmo.
    Não teu blog, o Brasil 😛

    =*

  4. 4 bruno

    cerveja é melhor que debate político, embora eu tenha visto os primeiros minutos, antes de vajar e ele deve ter sido muito interessante.

    enquanto houver crimes e lixo na internet, ela vai ser livre. seja isso bom ou ruim.

  5. 5 Amanda S.

    Próximo debate: cerveja na tua casa E ASSISTIR ao debate.
    Vai ser a coisa mais divertida da história, srlsy.
    E eu sempre levo um susto com esse teu amigo comentador aí de cima.

  6. 6 Tássia

    andré lemos é a base da minha monografia. ele é sociólogo mas é o maximo mesmo assim! (6)

    bom né, eu nem tava em condições psicológicas de analisar um debate domingo. e ah, eu nem voto em porto alegre, aqui só tem dois candidatos mesmo, coisa de interiô, sabe? hoho

    ah, amanda, o banco que financia o eduardo azedo se beneficia, te garanto 😉

  7. 7 Eliane!

    “ele é sociólogo mas é o maximo mesmo assim” ¬¬
    (Tássia, sou uma socióloga em formação heheh)

  8. 8 Anna Fernandes

    vi isso hoje, e como pontinha de esperança no mundo, sou o número 28.924 da petição (sim, um dígito a mais zo/)

  9. 9 Amanda S.

    Tu não atualiza e ainda me deixa falando sozinha no Gtalk. Tô de mal. Humpf.

    =*


  1. 1 Gilberto Gil fala sobre o AI-5 digital | mas é obvio...

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: