Perplexidades

15jul08


Não sei vocês, mas eu to achando isso aqui uma selva. Enfim, perplexidades.

As pessoas que trabalham para cuidar da segurança da sociedade estão matando inocentes. Pessoas que não tem nada a ver com o crime, com o caos, com a parcela podre. Eu já perdi a conta de quantas foram mortas “por engano” pela polícia. Comecei a me inquietar com isso. Primeiro foi o menino João Roberto, de 3 anos. Depois dele, teve um jovem de 18 anos, uma empresária e ontem vi outra garota de 22 anos. Já perdi as contas, mas são vários casos, não só esses.

O que está acontecendo com as pessoas que deveriam nos dar segurança? A PM não deveria nos proteger de bandidos? Mas, vejam só que é com eles que ela está nos confundindo.

Eles são mal treinados? São.

Justifica sair atirando que nem louco? Não.

E não adianta dizer que eles ganham pouco porque se isso fosse sinônimo de maus comportamentos a sociedade estaria bem pior do já está.

Meu pai, ontem à noite, contando a história de um conhecido: o carro dele foi perseguido por policiais, ele tava andando bem devagar. Mandaram encostar. Ele não encostou. Viu que aceleraram atrás dele e saiu correndo. Tu sabes que se ele parasse poderia ter acontecido como esses aí (se referindo aos casos que estávamos vendo na TV).

Meu pai tem razão. E era só o que me faltava. Ter medo de quem deveria nos privar desse medo.

Anúncios


4 Responses to “Perplexidades”

  1. 1 Amanda S.

    Ih, rapaz, eu não sou metida a odiar policial e tal, mas quando vejo muitas fardas, dou um jeito de passar longe.
    E não sei, generalizando e sendo preconceituosa: policial tem vocação pra ignorante e vice-e-versa.

    É uma merda, mesmo.

  2. 2 bruno

    eu não gosto do comportamento de muitos policias. vários são prepotentes, outros mal treinados, outros inseguros, ou tudo isso e mais um pouco. antes deles ganharem mais os professores e demais responsaveis pela educação é que deveriam… eu sei que já é simplória essa coisa de educação, mas…

  3. 3 Eliane!

    Na noite de segunda-feira (14), uma perseguição policial resultou na morte do administrador Luiz Carlos da Costa, 36, que era mantido refém no carro por um assaltante. Os PMs disseram acreditar que os dois eram criminosos.

    fonte: Folha

  4. 4 Amanda S.

    É, vi isso. Tragédia vira epidemia no Brasil, já reparou? É dar uma merda que parece que libera a geral pra fazer igual. É um inferno mesmo isso daqui, blerghs.


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: